Eva Pinho

Eva Pinho é uma Voluntária Portuguesa atualmente em Palermo, Itália. Deixa-nos aqui o seu testemunho:

Tudo começou no inicio de fevereiro, acordei de manhã com uma mensagem que dizia “Estão a precisar de voluntários em Palermo para trabalhar com refugiados, interessada?”, saltei imediatamente da cama! Desde o início desta crise que andava à procura de formas e programas para poder ajudar, disse imediatamente que sim, sem pensar duas vezes, apesar do projeto começar em março e ter a duração de nove meses.
Tive várias reuniões com a minha organização de envio, a AEVA, e com a organização de acolhimento, CEIPES, e foi aí que comecei a perceber que este projeto SVE (Serviço Voluntário Europeu) não estava apenas relacionado com refugiados, mas com toda a ação, promoção e valorização dos Direitos Humanos em diferentes ramos. O inicio do projeto acabou por ter um pequeno atraso devido à falta de adesão de participantes em Itália. Arrancou só em maio, o que me deu mais tempo para organizar as minhas coisas e para me despedir dos amigos e família.
Quando cheguei a Palermo tive uma ajuda incrível da minha colega de quarto e também voluntária na CEIPES, a Zuzanna! No primeiro fim de semana levou-me a conhecer os principais pontos da cidade, como ir para o escritório, para a praia, onde comprar comida, e levou-me a experimentar os ‘pratos’ típicos de Palermo e da Sicília! O pessoal no escritório é como uma pequena família, nunca senti um ambiente tão familiar num local de trabalho, todos se dão lindamente! A Emanuela é a minha mãe Palermitana, sempre preocupada e super carinhosa e o resto do staff todo é como se fossem os meus irmãos mais velhos, posso contar com o apoio de qualquer pessoa daquele escritório para o que quer que seja.
Sempre tive uma enorme paixão por Itália, o que fez com que fosse muito fácil habituar-me à cultura Italiana. O único obstáculo que tive, e continuo a ter, é a língua, mas admito que não tenho dedicado muito tempo a estudar Italiano. A Sicília é uma ilha lindíssima e tenho aproveitado o tempo livre mais para conhecer do que para estudar! Tenho de começar a mudar a minha rotina e tirar umas horas para parlare italiano…!
A área na qual tenho trabalhado mais é a nível gráfico, estou responsável pelos cartazes de promoção, pela edição de vídeos e criação de logos. É algo que estou a gostar imenso de fazer, pois pretendo seguir esta área no futuro. Também já promovemos alguns cursos de formação e a minha função foi ajudar com toda a logística e atividades. Estamos agora a começar a planear um novo projeto e estou com grandes expectativas! O grupo envolvido é de diferentes nacionalidades, o que faz com que cada um de nós tenha um diferente ponto de vista em relação ao tema e isso tem criado ideias incríveis, pode ser que mais tarde oiçam falar nele!
Até ao momento estou a ter uma experiência única, quer em termos pessoais, quer profissionais. O facto de o SVE proporcionar uma forma de aprendizagem não formal, completamente não linear, é o ideal para quem ambiciona aprender sem manual de instruções, learning by doing. Tenho crescido muito com este programa, tenho aprendido imenso com os outros e ensinado também, ainda tenho mais cinco meses pela frente e estou ansiosa pelos novos projetos!